Lendo agora:
A multiplicação dos peixes
Matéria Completa 2 minutos em média para ler

A multiplicação dos peixes

O produtor rural Liro Antonio Ost iniciou sua atividade na piscicultura há cerca de dez anos. Em sua propriedade, na zona rural de Cacaulândia, interior de Rondônia, Liro produz aproximadamente 200 toneladas de tambaquis por ano.

O produtor possui 36 hectares de tanques, sendo 30 hectares destinados para a engorda dos peixes. Anualmente, são consumidas perto de 400 toneladas de rações extrusadas, formuladas especificamente para os tambaquis.

“O tambaqui é um peixe nativo da Amazônia e seu sabor é muito apreciado pelos mais diferentes consumidores”, diz o produtor rural. “A despesca acontece normalmente nos meses de fevereiro a maio”, explica Liro Ost. “Temos adquirido entre 100 mil e 120 mil alevinos de tambaquis todos os anos”.

Os peixes chegam ao peso ideal de 3,5 quilos para comercialização, após um periodo de oito meses de engorda. Atualmente, a grande maioria dos piscicultores da região está optando pela criação do tambaqui.

Produção

O Vale do Jamari concentra o principal núcleo de produção de peixes em cativeiro do estado de Rondônia. Em todo o estado, são produzidas anualmente cerca de 80 mil toneladas de peixes. Desse total, são aproximadamente 65 mil toneladas de tambaquis.

O estado dispõe de modernas fábricas de rações e de dois frigoríficos de pescados, além de unidades de processamento de pescados. A produção é comercializada principalmente no mercado de Manaus, e nos principais mercados consumidores do país.

 

Publicado na edição #10 –  Março/2017

Comentários Facebook
Digite o que deseja procurar e pressione Enter